O que é ?

Queres bater palmas ou bater com os pés no chão ?
Gostas de gritar, cantarolar, palrar, enfim, de experimentar diferentes sons que saem da tua boca ou quando espremes o patinho?
Ou já és crescida e consegues cantar o Balão do João direitinho?

E tu? Ficas contente ao ver a mamã e o papá darem as mãos e se rirem contigo?
E quando te pegam ao colo e começam a mexer-se ao som da música?
Quando acertas no tambor com o pauzinho, olham para ti todos orgulhosos, não é?
Também gostas de dar uns passinhos de dança sozinho como um menino grande?

Então convence os teus manos, pais, tios e avós e trá-los aos Passinhos aos finais de semana…
Ups! Não te esqueças de trazer o patinho ou outro brinquedo pequenino com um som divertido!

 

Público-alvo

 Bebés e crianças até aos 5 anos e seus pais, avós, tios, etc. que gostem de música, dança e expressão corporal.

 

 

A música e a dança

 Canções infantis e tradicionais, portuguesas e do mundo.

Instrumentos: acordeão, viola, flauta, xilofone, adufe, maracas e outras percussões, teclado

 Movimentos de expressão corporal, danças individuais, em círculo ou em linha

 O nosso intuito foi partir dos conhecimentos das crianças adquiridos no seio da família ou nos infantários. Daí a nossa escolha musical. Pretendemos a participação e o envolvimento de todos.

 

Como surgiu a ideia?

Foi num baile de danças tradicionais do mundo organizado pela Sophie que constatámos a presença de crianças pequeninas com medo de verem os seus pezinhos pisados por tacões e outros tamanhos maiores que 37 e vários jovens pais divididos entre a vontade de dar um passo de dança e de brincar com os seus filhos. A Sophie lembrou-se então de “abrir um espaço”, ou seja dar uma “prenda” às famílias presentes e foi então que espontaneamente a Paula começou a cantar a “Árvore da Montanha”. Sem nos dar conta, uns quarenta pés, grandes, médios e pequenos, juntaram-se numa roda e começaram a deslocar-se harmoniosamente ao som da voz cristalina da Paula. Só se viam olhos arregalados e brilhantes e bocas entreabertas por espanto ou por um sorriso.

A ideia surgiu também duma constatação, ou melhor dito, de uma frustração, ao ver que as actividades culturais oferecidas ao público não adulto excluem muitas vezes as crianças de menos de 3 anos.

 

Benefícios

 “Passinhos de Dança” é um momento privilegiado para as famílias, momento esse de estímulo, divertimento, descoberta e, mais importante ainda, de partilha e prazer mútuo.

 Estimula o desenvolvimento emocional e psicomotor da criança. Permite descobrir a música, a expressão corporal, a dança com toda a segurança proporcionada pela proximidade com os pais. E a criança fá-lo através do tacto (pelo calor do colo dos pais, ao tocar instrumentos e brinquedos, ou simplesmente ao dar a mão ou bater palmas), do ouvido (o acordeão, a viola, o canto da Lúcia e da Paula e também dos pais e das outras crianças), a visão (observa tudo a sua volta).

 Resgata e dá a conhecer músicas tradicionais portuguesas e do mundo, enriquecendo os conhecimentos musicais da criança, que irá entoar com alegria canções que já conhece, para além de aprender músicas tradicionais de outros países ou portuguesas mais antigas, cantadas pelos seus avós e pais. Estes, por sua vez, poderão emocionar-se ao ver os netos e filhos cantar ou dançar ao som de melodias que aprenderam há muitos anos, para além de aprenderem as novas músicas que já fazem parte do universo actual das crianças.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: